International Day of Women and Girls in Science

Hoje é o International Day of Women and Girls in Science. Esse dia foi criado pela ONU para estimular meninas e mulheres a seguirem as carreiras nas áreas STEM (Science, Technology, Engineering and Mathematics).
Parabéns às meninas da CVA que seguiram esse caminho, e que muitas outras juntem-se a nós!
Neste dia 11 de fevereiro, nada melhor que o depoimento inspirador de nossa: Diretora de Operações – Sueli Valle Ávila

“Minha carreira profissional em TI (Tecnologia da informação) começou por a caso, pelas oportunidades que tive na área de estatística em uma empresa multinacional. Diante desta oportunidade optei em cursar a Faculdade de Ciência da Computação.
Durante o curso jamais ouvi frases sexistas durante as aulas, como “Áreas de exatas, tecnológicas e científicas não são para meninas”. Pelo contrário. Os educadores sempre diziam que podíamos ser tudo aquilo que desejássemos, desde que houvesse bastante empenho e determinação, encorajando as garotas a acreditar em seus sonhos, fossem eles quais fossem. Até mesmo atuar em profissões cuja presença da mulher é pequena.

Lembro que, na época em que entrei na faculdade, as brasileiras representavam apenas 5% dos postos de trabalho nesse ramo. Hoje, esse número subiu muito pouco, mas poderíamos ter muito mais.
Para se ter ideia, minha turma no curso de Sistemas da Informação começou com mais de 50 rapazes e apenas seis moças. A desproporção era tão grande, que qualquer uma poderia sentir-se em território incômodo pela diferença absurda na quantidade entre homens e mulheres. No início, até na formação de grupos de trabalho, percebia-se que a maioria tinha preferência pela parceria com colegas do sexo masculino. Mas, demonstrando capacidade ao longo do tempo, ganha-se a confiança da classe, e é possível ser uma das primeiras pessoas a ser chamadas para formar uma equipe de estudo.
Para mim, essas experiências evidenciaram quanto realmente se tem de desigualdade de gênero no ingresso em determinadas áreas. Contudo, é preciso acreditar que não há profissão “X” para homens e “Y” para mulheres, e sim que todo ofício pode ser exercido, independentemente de qual seja o gênero do ser humano. E mais, que é possível utilizar nossas ocupações para impactar beneficamente os nossos semelhantes. Aprendi com o educador Paiva Netto: “De que valerá ao ser humano tornar-se um bom profissional se desconhecer a ética de erguer-se como um profissional bom?”
Por tudo o que me tornei, sou muito grata pelas oportunidades que tive nas empresas em passei, nas quais atuei exclusivamente na TI, e por ser umas das pioneiras na atuação como consultora no ERP alemão SAP, no qual atuo desde 1997.
Tenho plena certeza de minhas capacidades e sei que tudo é possível de se alcançar, seja qual for o gênero da pessoa. Basta querer e realizar!
Bom mesmo é ir à luta com determinação, abraçar a vida com paixão, perder com classe e vencer com ousadia, porque o mundo pertence a quem se atreve e “a vida é muito para ser insignificante”. Parabéns para nós mulheres profissionais da TI.”

Saiba mais dessa iniciativa: www.womeninscienceday.org

Compartilhe esse Post!

Quer saber mais sobre o SAP Business One (B1)?

Assine nosso Blog e receba mensalmente as novidades.