Vantagens no uso de um ERP para controle tributário da empresa.

O controle tributário é um dos processos que mais tomam tempo e demandam a atenção de profissionais dedicados em uma empresa. Um ERP pode organizar e agilizar muito os processos do departamento fiscal da sua empresa. Isso porque um ERP Obrigações tributárias, como o Imposto de Renda, o Programa de Integração Social (PIS) e a Contribuição Social sobre Lucro Líquido (CSLL), podem ser mantidas em dia com facilidade e segurança a partir de um sistema de gestão ERP.

Vantagens do ERP para o controle tributário da sua empresa:

Minimiza erros e evita retrabalhos

O ERP automatiza os processos tributários da empresa, não havendo a necessidade de processos feitos manualmente. Isso traz mais confiabilidade para a organização, uma vez que as chances de falhas, como dados incorretos, incompletos ou trocados, diminuem consideravelmente, bem como os retrabalhos inevitáveis quando elas acontecem.

Reduz os atrasos e as multas

Redução dos atrasos e as multas, já que os prazos ficam todos registrados no sistema de gestão. Tendo menos riscos de erros, a organização também evita ter problemas com as entidades responsáveis pela arrecadação.

Amplia a visão sobre os tributos

O controle tributário por meio de um ERP permite ampliar a visão sobre os tributos devidos pela empresa. Dessa forma, os gestores conseguem enxergar com mais facilidade tudo o que a empresa paga em tributos, como esse dinheiro é distribuído, quais são os meses em que a empresa despende mais, entre outros detalhes que otimizam o controle tributário.

Aumenta a eficiência

Como os processos passam a ser automatizados e verificados em tempo real, o controle fica muito mais organizado porque os riscos de esquecer alguma conta para trás são reduzidos a zero. A empresa passa a ter uma visão completa da gestão tributária, mantendo-a em dia e prevenindo possíveis imprevistos.

Facilita a adaptação a novas obrigações

Com frequência, obrigações fiscais passam por mudanças e, consequentemente, as empresas precisam se adaptar. Um ERP é fundamental para garantir que essa transição aconteça de maneira mais tranquila, já que são muitas as informações a serem transmitidas, impossibilitando que esse processo seja feito manualmente.

Monitora a emissão de notas fiscais

O controle tributário e fiscal também contempla a emissão de notas fiscais. Com o uso de um ERP, esse processo pode ser monitorado, garantindo mais segurança e evitando erros que podem resultar em dinheiro perdido e problemas com o Fisco.

Compartilhe esse Post!

Quer saber mais sobre o SAP Business One (B1)?

Assine nosso Blog e receba mensalmente as novidades.